Email/MSN: criaturapop@yahoo.com

Status: Offline

Orkut:
http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=8431448745836702453


Powered by:
www.virtuamix.com
&
UOL Blog
   
MEU PERFIL


Nome: Rubens Duprat

Quem Sou Eu:
Aluno de Letras na USP, webdesigner, revisor de textos, auxiliar administrativo num hospital, quadrinhista cheio de projetos mas atualmente parado por falta de tempo, cineasta iniciante, estudante de animação 3D e 2D, péssimo dançarino, fã absoluto da cultura pop e namorado apaixonado de uma garota muito meiga!





































                    < /td>











PERFIL DO
MEU AVATAR



Apelido: Criatura Pop

Quem É Ele:
Como todo avatar, é a representação de seu criador, no caso eu, em outros mundos, no caso os mundos da Internet e da cultura pop em geral. No entanto, como às vezes parece que eu passo mais tempo nesses mundos do que no mundo que chamamos de real, chego a imaginar que talvez eu é que seja o avatar dele...









                    < /td>




MENU

Histórico:
25/06/2006 a 01/07/2006
28/05/2006 a 03/06/2006
16/04/2006 a 22/04/2006












Votação:
Dê uma nota para
este blog!























Receba um aviso no seu computador sempre que este blog for atualizado!

Como funciona?








Cotações:


Ótimo


Bom


Regular


Ruim


Péssimo







Meus 20 Filmes Favoritos:

1. Quero Ser Grande

2. SOS Tem um Louco Solto no Espaço

3. O Gabinete do Dr. Caligari

4. De Volta Para o Futuro Parte 2

5. Curtindo a Vida Adoidado

6. Tempos Modernos

7. Janela Indiscreta

8. Monty Python O Sentido da Vida

9. Tudo Que Você Sempre Quis Saber Sobre Sexo Mas Tinha Medo de Perguntar

10. O Mágico de Oz

11. Cantando na Chuva

12. Nos Tempos da Brilhantina

13. ...E o Vento Levou

14. Os Fantasmas Se Divertem

15. O Panaca

16. Harry e Sally Feitos Um Para o Outro

17. O Auto da Compadecida

18. Cidade de Deus

19. O Senhor dos Anéis O Retorno do Rei

20. Kill Bill Volume 1







Homenagem:

Bussunda
1962-2006

Humorista de peso, em todos os sentidos. Um dos criadores da TV Pirata e do Casseta & Planeta. Dono de uma expressão facial hilária. Vai deixar saudades.















































































































   



































































































Clique e leia a minha mais recente HQ:






























Próxima atualização prevista deste blog: Segunda-feira , 7 de janeiro de 2008
(Devido aos meus estudos de animação 3D, o blog não terá atualizações em 2007)

Próximos assuntos possíveis:
A História da TV Pirata
Mel Brooks, o Rei da Paródia


































Sexta-feira , 21 de Abril de 2006


A Derrota de Bang Bang e a Vitória da Banalização nas Novelas


Simplesmente não entendo o que as pessoas viram de tão ruim em Bang Bang. Concordo que escalar uma atriz ainda iniciante logo como protagonista foi um erro, mas a novela não foi só a Fernanda Lima (que até melhorou muito a interpretação ao longo da novela). E todos os outros atores, muitos com personagens hilariantes? E o Zorro aposentado, vivendo como cabeleireiro ao lado do índio Tonto? E o inventor, um homem da ciência, casado com uma beata fanática? E o contador com delírios narcisistas? E o assassino chinês apaixonado por uma prostituta japonesa? E o falso xerife, que morria de medo dos presos da cadeia e acabava pedindo ajuda a eles mesmos para manter seu cargo de prestígio na cidade? E o melhor de tudo, os pistoleiros Jesse James e Billy the Kid, disfarçados de senhoras para fugir da forca? E as inúmeras citações de clássicos do cinema, como Quanto Mais Quente Melhor (de Billy Wilder); da literatura, como O Inspetor Geral (do russo Nicolai Gógol); e até da música, como Penny Lane (dos Beatles)? Só o fato de ter a parte inicial do primeiro capítulo toda narrada em forma de desenho animado japonês já foi genial. A abertura, então, em desenho animado 3D, fazendo referência ao nostálgico brinquedo Playmobil Velho Oeste, foi uma das coisas mais geniais que apareceram na TV nos últimos dez anos!

A Globo pôs no ar a novela mais inovadora desde Vamp, e o que o público fez? Mudou de canal para ver Prova de Amor, uma novela exatamente igual ao que a Globo costuma fazer de pior! E ainda apareceu gente dizendo que a Globo já era, e que quem não mudou de canal não mudou porque "se acostumou tanto com a Globo que se fecha para coisas novas"... Absurdo! Se fosse o contrário, com a Globo passando uma novela igual às de sempre e a Record passando uma novela inovadora, aí sim faria sentido mudar de canal para fazer uma mudança, mas, em vez disso, o que o público estava fazendo era mudar de canal para ver a mesma coisa de sempre! Isso chega a ser ridículo... Mudar de canal para não ver nada novo! Será que as pessoas só gostam de novelas iguais?

Criticaram Bang Bang dizendo que não tinha "história". E que história tinha Prova de Amor? Uma história completamente banal, já vista milhares de vezes em novelas. As mesmas mocinhas sofredoras de sempre, os mesmos dramas familiares... Qual é a vantagem de uma história assim? E quem disse que um filme, um livro, uma peça de teatro ou uma novela precisa ter uma história certinha, linear? Nunca ouviram falar de humor nonsense? Não gostaram de Corra que a Polícia vem Aí?


(continua no post abaixo)


Postado por Criatura Pop às 20h30 [] [Envie esta mensagem]




A Derrota de Bang Bang e a Vitória da Banalização nas Novelas

(continuação do post acima)


Sei lá, talvez o público principal de novelas atualmente não goste mesmo de humor nonsense, nem de cinema, nem de literatura, nem de mais nada, e por isso não tenha entendido as piadas de Bang Bang... Não foi à toa que, nas primeiras chamadas de Prova de Amor, a Record colocou como uma desvantagem o fato da novela da Globo ser inspirada no cinema, chamando o público para ver o que seria uma novela "de verdade"...

Vi até pessoas pensando que Bang Bang pretendia realmente reconstituir o período histórico do Velho Oeste americano, e chegando a criticar a novela por não ser realista, ou por retratar algo que não é brasileiro. Não entenderam que o cenário da novela era apenas uma alegoria da sociedade brasileira moderna? Será que, quando vêem Os Flintstones, essas pessoas também ficam fazendo críticas à falta de realismo?

Depois, criticaram também a novela com base no fato de ter atores pedindo para sair do elenco... Embora eu não possa deixar de apontar que isso foi uma falta de profissionalismo (se é que o motivo da saída deles foi realmente o que se especulou), não era de se surpreender que muitos dos atores não quisessem mais fazer Bang Bang, afinal, com a audiência baixa, tudo que estivesse ligado à novela era igualmente considerado "em baixa"! Se o público não tivesse preferido a banalidade de Prova de Amor, é evidente que os atores de Bang Bang não teriam pedido para sair dessa maneira (se é que realmente pediram). O próprio autor da novela, o cronista Mário Prata, acabou saindo para dar lugar ao Carlos Lombardi, autor de Kubanacan, e aí, sim, eu concordo que a novela virou uma bagunça. O Carlos Lombardi mudou muita coisa na novela para adaptar o texto ao estilo dele, que é muito diferente do estilo do Mário Prata. De uma hora para outra os homens começaram a tirar a camisa em cena, e todos os diálogos ficaram maliciosos. Era o estilo do Carlos Lombardi, que deu certo em novelas anteriores. Era a Globo tentando recuperar a público que perdeu. E parece que até funcionou, pois a audiência acabou subindo depois das mudanças! A novela piorou... Ficou menos inovadora, muito parecida com outras novelas do Carlos Lombardi... Mas, ainda assim, era mil vezes melhor do que a novelinha da Record. E não era por ser da Globo.

Seria ótimo a Globo ter uma concorrente à altura, com novelas de qualidade e a audiência merecida, quebrando esse monopólio todo, mas mudar de canal só por mudar, para ver uma novela pior em todos os sentidos, é uma tremenda bobagem. Novela inovadora, mesmo, foi Metamorphoses, justamente da Record, mas essa não deu audiência! E o que a Record fez? Acabou a novela de repente, sem nem produzir um capítulo final. Se Bang Bang fosse na Record, certamente acabaria assim, também. Até parece que o Edir Macedo é mais bem-intencionado que a Globo... Tanto um quanto o outro só querem saber de dinheiro, e o bispo chega a ser pior!

De qualquer maneira, quem sabe depois de se firmar na produção de novelas iguais às piores já feitas pela Globo a Record ainda consiga fazer algo bom e inovador? Aí sim eu mudaria de canal para a Record. Do mesmo modo como eu mudava para ver Arquivo X, quando passava na emissora do bispo. Mas, do jeito que a coisa anda indo, acho que vou é parar de ver novelas de vez, porque, depois da derrota de Bang Bang, o mais provável é que tanto a Globo quanto a Record invistam cada vez mais em novelas iguais às de sempre... Eu desisto. Nunca mais vamos ver algo como Que Rei Sou Eu?, porque o público avançado que deu audiência a essa novela nos anos 80 hoje em dia só vê TV paga. Isso é péssimo, porque vamos nos dividir cada vez mais entre um público que só vê novelas banais na TV aberta, com extremo conservadorismo e preguiça de pensar, e um outro que só vê seriados importados na TV paga, com imenso preconceito diante de toda e qualquer novela (um gênero que, a princípio, nem é muito diferente do gênero seriado, mas acaba se tornando mais alienante justamente porque autores e público insistem na infindável repetição das tramas)... Não vamos mais ter programas de teledramaturgia bons ou inovadores produzidos no Brasil.

E eu, como estou sem TV paga, acho que vou ter de ficar com o Pânico na TV, do "canal que mais cresce no Brasil"!


PS: Apesar de tudo, Bang Bang foi, sim, um enorme sucesso entre um público seleto de fãs fiéis, gerando inclusive uma comunidade no Orkut com mais de onze mil membros, a maior comunidade sobre novelas até hoje, num raro caso de novela cult. E, claro, ainda há alguns (poucos) programas inteligentes na Globo, como o seriado Minha Nada Mole Vida, o mais novo herdeiro do humor satírico da saudosa TV Pirata. Mas até quando?


Postado por Criatura Pop às 20h30 [] [Envie esta mensagem]